Porque usar seções CDATA?

Uma boa parte dos navegadores possuem um processador nativo (menos o Internet Explorer) que transformam uma marcação XML em um objeto DOM.
Em XML caracteres como &, “” , ‘ e < (quando for utilizado para outra finalidade que não seja abertura de tag) devem ser codificados para &amp; &quot; &apos; e &lt respectivamente.
Scripts JavaScript podem conter caracteres ilegais, segundo a sintaxe XML. Se tais scripts forem inseridos diretamente no documento, serão processados e gerarão erro XML. Veja o exemplo:

<script type="text/javascript">
    if (a<8) {
      alert("a é menor que 8");
    }
</script>

A presença do sinal “<” causa um erro XML. Se o documento for servido com DOCTYPE XML simplesmente ele não funcionará. Se for servido como DOCTYPE XHTML ele não será validado.
O uso das seções CDATA em JavaScript resolvem o problema tornando o código invisível para o parser XML e portanto válido. Veja o exemplo:

<script type="text/javascript">
    //<![CDATA[
     if (a < 8) {
       alert("a é menor que 8");
     }
    //]]>
</script>

Se o documento usar um DOCTYPE para HTML não é necessário o uso de seções CDATA pelo fato de HTML não seguir a sintaxe XML.

fonte: Livro JavaScript Guia do Programador (Novatec).

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dar restore num dump com MongoDB

Para você dar um restore em um dump do banco “m101”, basta descompactar o arquivo caso ele esteja compactado e depois executar esse comando:

mongorestore

Ai então será feita essa restauração desse banco, agora é só testar então com o mongo rodando coloque esses comando que estão com esse símbolo ‘>’:

> use m101
switched to db m101
> show collections
funnynumbers
hw1
hw1_1
hw1_2
hw1_3
system.indexes

Observação: O “hw1, hw1_1, hw1_2, hw1_3” são as minhas tabelas.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Como remover dica de tags para um comentário em um formulário WordPress

Para remover essa dica, que por default vem em alguns formulários do WordPress, basta você ir na página de “function.php”, para fazer a remoção do “form-allowed-tags”. Para isso basta incluir o seguinte trecho de código no final do arquivo:

add_filter('comment_form_defaults', 'changing_comment_form_defaults');
function changing_comment_form_defaults($defaults){
    $defaults['comment_notes_after'] = '';
    return $defaults;
}

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Atalhos para o Sublime Text 2

Mac
Navegar entre os arquivos: Command + P
Layout de 2 colunas: Command + Option + 2
Modo de distração livre: Command + Option + Shift + F
Find: Command + F
Find / Replace: Command + Option + F
Find / Where / Replace: Command + Shift + F
Indentação à esquerda: Command + [ ou Shift + Tab
Indentação à direita: Command + ] ou Tab
Comentário: Command + /
Multi-select: Command pressionado + Clique em várias linhas
Code Folding – Minimiza Bloco: Command + Option + [
Code Folding – Maximiza Bloco: Command + Option + ]
Code Folding – Minimiza Atributos: Command + K + Command + T
Code Folding – Maximiza Atributos: Command + K + Command + 0
Console: Ctrl + `
Menu: Command + Shift + P
Haiku: Ctrl + Option + Enter
Prefixr: Command + Ctrl + X
JSHint: Ctrl + J
JSMinifier: Ctrl + Option + M

Windows/Linux
Navegar entre os arquivos: Ctrl + P
Layout de 2 colunas: Alt + Shift + 2
Modo de distração livre: Shift + F11
Find: Ctrl + F
Find / Replace: Ctrl + H
Find / Where / Replace: Ctrl + Shift + H
Indentação à esquerda: Ctrl + [
Indentação à direita: Ctrl + ]
Comentário: Ctrl + / ou Ctrl+;
Multi-select: Ctrl pressionado + Clique em várias linhas
Code Folding – Minimiza Bloco: Ctrl + Shift + [
Code Folding – Maximiza Bloco: Ctrl + Shift + ]
Code Folding – Minimiza Atributos: Ctrl + K + Ctrl + J
Code Folding – Maximiza Atributos: Ctrl + K + Ctrl + 1
Console: Ctrl + `
Menu: Ctrl + Shift + P
Haiku: Ctrl + Alt + Enter
Prefixr: Ctrl + Alt + X
JSHint: Ctrl + J
JSMinifier: Ctrl + Alt + M

Bônus
Deletar linha: Ctrl + Shift + K (Windows/Mac/Linux)
Duplicar linha – Mac – Command + Shift + D – Windows/Linux – Ctrl + Shift + D
Troca de linhas: Mac – Command + Ctrl + Seta (cima ou baixo) – Windows/Linux – Ctrl + Shift + Seta (cima ou baixo)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Gerar chave SSH para o Heroku

Lembrando que é preciso você ter o Heroku Toolbelt e o Git instalados na máquina.  Abra o terminal e digite a seguinte linha de comando:

ssh-keygen

Precione “enter” para as possíveis perguntas que forem aparecendo. Em seguida, quando terminarem todos os procedimentos, você terá um arquivo na pasta “/Users/usuario/.ssh/id_rsa.pub”, que você precisará logo em seguida quando executar o próximo comando no terminal:

heroku keys:add ~/.ssh/id_rsa.pub

Para finalizar execute este último comando:

ssh -vT git@heroku.com

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Gerar build com o Maven, sem os testes

Para gerar o build com o maven, sem ignorar os testes, seria:

mvn clean install

Para você ignorar os testes unitários precisa colocar “-DskipTests”, então ficaria.

mvn clean install -DskipTests

Para você ignorar os testes de integração precisa colocar “-DskipITs”, então ficaria.

mvn clean install -DskipITs

Mas se você quiser ignorar tanto os teste unitários como de integração, ficará assim.

mvn clean install -Dmaven.test.skip=true

Observação: Para que funcione o “-Dmaven.test.skip=true”, você deve ter este profile no pom.xml:

<plugin>
   <groupId>org.apache.maven.plugins</groupId>
   <artifactId>maven-surefire-plugin</artifactId>
   <version>2.12.4</version>
   <configuration>
      <skipTests>true</skipTests>
   </configuration>
</plugin>

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Git Logs e Diffs

Ver logs de commits:

git log

Ver logs de operações (commits, clones, checkouts, pulls, etc):

git reflog

Ver log de alterações de um determinado arquivo:

git log -p nome-do-arquivo

Alterações que estão para ser enviadas:

git diff --stat

Ver diff antes de commitar:

git diff

Ver diff de um determinado arquivo:

git diff -p nome-do-arquivo

Ver diff entre 2 versões:

git diff -p nome-do-arquivo f90b0dd3949..70ad8038d0

Obs: caso quando você execute algum desses comandos e o console crie uma paginação pois tem muitos registros e você não quer todos e para fechar é só digitar “q” no console.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0